Centro Colaborador em
Alimentação e Nutrição do Escolar
de Santa Catarina


 

Utilização de produtos provenientes da agricultura familiar e de gêneros orgânicos na alimentação de escolares e sua interface com o programa Nacional de Alimentação Escolar em municípios do estado de Santa Catarina

Pesquisa realizada em: 2010.

Objetivo geral: verificar o cumprimento da compra da agricultura familiar e a utilização de gêneros orgânicos na alimentação escolar dos municípios catarinenses.

Metodologia: a coleta de dados da pesquisa compõe-se de duas etapas:
1ª Fase: preenchimento de formulário on-line por parte dos municípios, com questões gerais a respeito do cumprimento da compra da agricultura familiar e de gêneros orgânicos. Esta etapa foi finalizada no mês de agosto de 2010.
2ª Fase: com o objetivo de verificar as principais potencialidades e desafios na aquisição de gêneros da agricultura familiar para o PNAE, foi realizada visita in loco todos os municípios que utilizam alimentos do gênero orgânico da agricultura familiar na alimentação escolar.

Principais Resultados: Dos 293 municípios catarinenses 90,1% responderam o questionário. Dos respondentes 60,6% referiram comprar produtos da agricultura familiar para a alimentação escolar, percentual que foi maior nas regiões Oeste (75,5%) e Norte (63,0%), seguidos da região Sul (56,8%), Serrana (51,9%) e Grande Florianópolis (42,1%) e Vale do Itajaí (41,7). Dos que compram da agricultura familiar, 76,9% usam 30% ou mais dos recursos da alimentação escolar para obter produtos desta fonte, sendo esta freqüência menor nas regiões Norte (56,3%) e Vale do Itajaí (65,0%) e maior no Sul (85,0%) e Oeste (82,1%), com valores intermediários nas outras regiões. A compra de alimentos orgânicos foi relatada por apenas 23,1% dos municípios, sendo maior nas regiões Sul (35,1%), Oeste (29,3%) e Norte (25,9), intermediário na região Serrana (18,5%) e menor no Vale do Itajaí (8,3%) e Grande Florianópolis (5,3%). A compra de alimentos da agricultura familiar e de produtos orgânicos foi menor nos municípios com mais de 100.000 habitantes (30,0% e 10,0%, respectivamente).

Considerações Finais: Após um ano da instauração da lei, ainda é deficiente a compra de alimentos da AF e dos gêneros orgânicos na maioria dos municípios catarinenses, assim como o percentual de recursos destinados para tal objetivo, com evidentes diferenças regionais. Pretende-se que com estes resultados sejam gerados subsídios para a inclusão dos alimentos da agricultura familiar e dos gêneros orgânicos na alimentação escolar, em todas as escolas do estado de Santa Catarina, assim como na realização de atividades de intervenção educativas nas escolas para incentivar o consumo de alimentos orgânicos e seus benefícios para a saúde.

Abaixo alguns trabalhos científicos elaborados a partir dos dados da pesquisa "Utilização de produtos provenientes da agricultura familiar e de gêneros orgânicos na alimentação de escolares e sua interface com o programa Nacional de Alimentação Escolar em municípios do estado de Santa Catarina."


  • Artigos em periódicos:

CHICA, David Gonzales; CORSO, Arlete Catarina Tittoni; CEMBRANEL, Franciele ; PUDLA, Katia. K. J. ; LEMKE, Stella. ; SCHMITZ, Bethsaida A.S. Percepção dos cozinheiros escolares sobre o processo de utilização de produtos orgânicos na alimentação escolar em municípios catarinenses. Revista de Nutrição (Impresso), v. 26, p. 407-418, 2013.


SILVA, A.P. F; SOUSA, Anete Araujo. Alimentos orgânicos da agricultura familiar no Programa Nacional de alimentação Escolar do estado de Santa Catarina. Brasil. Revista de Nutrição (Impresso), v. 26, p. 701-714, 2013.

 

SILVERIO, Gabriela A. ; SOUSA, Anete Araújo . Organic foods from family farms in the National School Food Program: Perspectives of social actors from Santa Catarina, Brazil. Revista de Nutrição (Impresso), v. 27, p. 289-300, 2014.


  • Dissertação de Mestrado:

SILVA, Ana Paula Ferreira da. Demanda e oferta de alimentos orgânicos da agricultura familiar para a alimentação escolar em municípios de Santa Catarina. Orientado por Anete Araújo de Souza. Florianópolis, 2010. Dissertação (Mestrado em Nutrição) - Programa de Pós Graduação Em Nutrição, Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.


  •  Resumos em Congressos Nacionais e Internacionais:

CHICA, David Gonzalez ; CORSO, Arlete Catarina Tittoni;  SCHMITZ, Bethsaida A.S; CALDEIRA, Gilberto Vieira;LEMKE, Stella; CEMBRANEL, Franciele; PUDLA, Katia. K. J. ; VIEIRA, T.V. ; VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de . Situação atual e dificuldades no uso de produtos da agricultura familiar e do gênero dos orgânicos na alimentação escolar do estado de Santa Catarina, Brasil. In: WORLD NUTRITION Rio 2012, 2012, Rio de Janeiro. Anais da World Nutrition Rio 2012. Rio de Janeiro: ABRASCO/WHPNA, 2012.


PUNDLA, Kátia. J; CHICA, David Gonzalez; CORSO, Arlete Catarina Tittoni; SCHMITZ, Bethsaida A.SCALDEIRA, Gilberto Vieira  ; CEMBRANEL, Franciele; LEMKE, S ; VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de . Oportunidades e limitações para o uso de alimentos orgânicos na alimentação escolar: perspectiva das merendeiras e diretores das escolas de municípios em Santa Catarina, Brasil. In: WORLD NUTRITION Rio 2012, 2012, Rio de Janeiro. Anais da World Nutrition Rio 2012. Rio de Janeiro: ABRASCO/WPHNA, 2012.


SILVA, ANP ; SOUSA, Anete Araújo de ; CEMBRANEL, Franciele; CORSO, Arlete Catarina Tittoni;  SCHMITZ, Bethsaida A.S; CHICA, David GonzalezCALDEIRA, Gilberto Vieira; VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de . Alimentos orgânicos na alimentação escolar: dificuldades no processo de compra em municípios catarinenses na perspectiva de nutricionistas e agricultores familiares. In: WORLD NUTRITION Rio 2012, 2012, Rio de Janeiro. Anais da World Nutrition Rio 2012. Rio de Janeiro: ABRASO/WHPNA, 2012.


CEMBRANEL, Franciele; CEMBRANEL, Franciele ; CORSO, Arlete Catarina Tittoni ; CORSO, Arlete Catarina Tittoni ;  CALDEIRA, Gilberto Vieira; LEMKE, S ; PUDLA, Kátia. J. ; VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de . Limitações e diferenças entre o uso de alimentos orgânicos e não orgânicos na alimentação escolar em municípios do estado de Santa Catarina: perspectiva das merendeiras. In: WORLD NUTRITION Rio 2012, 2012, Rio de Janeiro. Anais da World Nutrition Rio 2012. Rio de Janeiro: ABRASCO/WHPNA, 2012.


CHICA, David GonzalezCORSO, Arlete Catarina Tittoni; SCHMITZ, Bethsaida A.S; CALDEIRA, Gilberto Vieira; VIEIRA, T.V. ;CEMBRANEL, Franciele ; PUDLA, K. J. ; LEMKE, S ; MACHADO, Patrícia Maria Oliveira ;  VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de  . Oportunidades e limitações para o uso de alimentos orgânicos na alimentação escolar desde a perspectiva dos produtores do estado de Santa Catarina, Brasil. In: WORLD NUTRITION Rio 2012, 2012, Rio de Janeiro. Anais da World Nutrition Rio 2012. Rio de Janeiro: ABRASCO/WHPNA, 2012.


SILVA, ANP ; VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de ; CORSO, Arlete Catarina Tittoni ; SCHMITZ, Bethsaida A.S ; CALDEIRA, Gilberto Vieira ; SOUSA, Anete Araujo de ; CALDEIRA, Gilberto Vieira . Inclusâo de alimentos orgânicos na alimentação escolar: oportunidades e limitações segundo merendeiras em municípios catarinenses. In: VIIII CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA, 2011, Sâo Paulo. Anais do VIIII Congresso Brasilleiro de Epidemiologia. São Paulo: ABRASCO, 2011.


 CALDEIRA, G. V. ; CHICA, David Gonzalez ; CORSO, Arlete Catarina Tittoni ; SCHMITZ, Bethsaida A.S ;VASCONCELOS, Francisco de Assis Guedes de  . Participação de alimentos provenientes da agricultura familiar e do gênero dos orgânicos na alimentação escolar no sul do Brasil. In: VIII CONGRESSO BRASILEIRO DE EPIDEMIOLOGIA,, 2011, São Paulo. Anais do VIII Congresso Brasileiro de Epidemiologia. v. 1. p. 1-1.






 

Certificados

  Acesse aqui seu certificado de participação
em formações e encontros do CECANE/SC

(Após 2011)

        
       

 

 

 

 

Imagem resultado assessores

Resultado da seleção dos assessores - Edital 001/2017

Parceiros
Logo FNDE Logo UFSC
Parceiros

Polvo